Canal Brasil destaques da programação de 18 de junho a 24 de junho



CANAL BRASIL

www.canalbrasil.com.br

 

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO DE 18 DE JUNHO A 24 DE JUNHO

 

SEGUNDA-FEIRA, 18 DE JUNHO

 

ESTÚDIO 66

– Episódio: “Arthur Maia”

– Horário: Segunda, às 20h15

– Fotos disponíveis

Sinopse: Dirigida por Felipe Nepomuceno, a série traz o melhor da produção sonora do país em performances acompanhadas pelo apresentador. No estúdio que serve como cenário, as luzes baixas e os discos de vinil pendurados nas paredes refletem o clima intimista da atração.

Neste episódio: O anfitrião recebe o contrabaixista Arthur Maia e os músicos Felipe Martins e Ticão Freitas.  Eles apresentam “Abismo de rosas”, de Garoto, “brejeiro”, de Ernesto Nazaré, e “Arthur e o gigante”, de William Magalhães.

 

CURTA NA TELA

– Horário: Segunda, às 20h30

– Inédito e exclusivo

O Troco (2009) (11’) – Quem nunca pensou em se vingar dos call centers por receber tantas ligações indesejadas? Esse é o sentimento que o espectador experimenta ao assistir “O Troco”, curta-metragem de André Rolim. A obra traz a história de Juscinéia Cristina (Cinira Fiúza), uma atendente que tenta convencer um casal (vividos por Liéser Touma e Siomara Schroder) a comprar um novo produto. Ela só não contava com a revanche lenta e planejada colocada em prática pelos consumidores, na qual eles repetem todas as frases e procedimentos que irritam profundamente qualquer usuário.

 

TEATRO SEM FRONTEIRAS

– Episódio: “Hygiene”

– Horário: Segunda, às 21h

– Fotos disponíveis

Dirigida por Evaldo Mocarzel e Ava Rocha, a série “Teatro sem fronteiras” mostra oito importantes espetáculos do teatro experimental através da linguagem cinematográfica.

Sinopse: Encenada nas ruas abandonadas da capital Rio Branco, a peça conta a história de um grupo de imigrantes que tem sua moradia ameaçada diante de uma investida higienista nos cortiços da cidade de São Paulo do século 19.

 

ESPELHO

– Episódio: “Mariene de Castro”

– Horário: Segunda, às 21h30

– Início da temporada: 19/03/2012

– Fim da temporada: 10/09/2012

– Episódio inédito

Sinopse: Imagine se um dia todos os artistas da terra parassem durante uma hora e deixassem de produzir uma ideia, um quadro, uma nota musical? De quem é a arte? Para que serve a arte? Quanto custa uma ideia? A partir desses questionamentos, o ator e apresentador Lázaro Ramos dá o tom da sétima e inédita temporada de “Espelho”. Batizada este ano de Espelho Arte, o programa estreou dia 19 de março. Um casarão no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, serviu de locação para a nova temporada composta por 26 episódios e pela primeira vez gravada totalmente em HD.

Neste episódio: A baiana Mariene de Castro destaca sua trajetória artística, influenciada por compositores como Luiz Gonzaga e Roque Ferreira. A religiosidade e as raízes afrodescendentes expressas na musicalidade pontuam a conversa.

SELEÇÃO BRASILEIRA

– Filme: Hotel Atlântico”

– Horário: Segunda, às 22h

Hotel Atlântico (2009) (103’) – Em comparação a outros diretores, Suzana Amaral iniciou tardiamente a carreira de cineasta. Somente aos 53 anos de idade realizou seu primeiro filme. Desde então, foram três longas-metragens, todos com a origem literária em comum. A partir do livro homônimo de Clarice Lispector, filmou “A hora da estrela” (1985); “Uma vida em segredo” (2001) é baseado no romance de Autran Dourado; e, finalmente, “Hotel Atlântico” é uma adaptação da obra de João Gilberto Noll.

 

Vivido por Julio Andrade, o personagem principal não tem nome, sendo identificado apenas como Artista. Alguns indícios apontam sua profissão específica, mas são apenas pistas a serem interpretadas pelo espectador. É justamente durante o período de estadia no Hotel Atlântico que Artista testemunha um acontecimento capaz de provocar mudanças profundas em sua vida. Após presenciar um cadáver ser retirado do local por funcionários do Instituto Médico Legal (IML), o rapaz decide viajar.

 

Sem nome, sem perspectivas de futuro e sem ter seu passado revelado, ele se entrega a esta jornada. É nela em que estão inseridos os demais elementos da narrativa. A passividade de Artista é colocada à prova graças aos encontros com os outros tipos presentes na trama: uma polonesa que conhece numa viagem de ônibus (Lorena Lobato); um sacristão (Gero Camilo); um enfermeiro (João Miguel); e a fogosa filha de um político (Mariana Ximenes).

 

Em 2009, a produção foi laureada na categoria melhor ator coadjuvante (Gero Camilo) no Festival do Rio. No ano seguinte, levou o troféu de melhor filme no Festival Latino-americano de Lima (Peru). Gero Camilo recebeu o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). As exibições internacionais do título renderam a Suzana Amaral críticas elogiosas, tendo sido comparada, inclusive, aos diretores David Lynch e Michelangelo Antonioni.

MATADOR DE PASSARINHO

– Episódio: Felipe Dylon

– Horário: Segunda, à 0h

– Início da temporada: 11/06/2012

– Final da temporada: 03/12/2012

– Temporada inédita

Sinopse: Ele é irreverente, performático e famoso por causar polêmica através de letras repletas de humor ácido. O cantor e compositor Rogério Skylab recebe personalidades afastadas dos holofotes da grande mídia.

Neste episódio: Felipe Dylon ficou famoso pela carreira meteórica no início dos anos 2000. Com apenas 15 anos, faturou o disco de ouro, vendendo mais de 120 mil cópias. Hoje, mais maduro, ele é o convidado de Rogério Skylab.

 

TERÇA-FEIRA, 19 DE JUNHO

 

PROJETO SUMIR

– Episódio: “Sobre não ir à Síria”

– Horário: Terça, às 20h15

Sinopse: Samir Abujamra convida o público para uma volta ao mundo com mais de 40 escalas. Entre fatos e lugares pitorescos, ele revela as bizarrices do mundo em duas plataformas: TV e internet.

Neste episódio: O regime do líder sírio Bashar al-Assad torna praticamente impossível a missão de filmar no país. Por isso, Samir entrevista em Beirute um jovem vindo de lá, além dos correspondentes Mounir Safatli e Tareq Saleh.

 

EM CUBA

– Episódio: “Welcome to Havana”

– Horário: Terça, às 21h

Sinopse: Série de 10 filmes que são resultantes do registro de 70 horas de encontros de um documentarista brasileiro com os protagonistas da nova revolução cubana. A série é produzida, fotografada, editada e dirigida por Felipe Lacerda. Neste episódio: O olhar estrangeiro em choque com a realidade e com a nova revolução cubana. Ao contrário do movimento socialista de 1959, a nova revolução é silenciosa e sutil, trazendo uma reviravolta política, cultural e econômica.

 

LARICA TOTAL

– Episódio: “Comida no avião”

– Horário: Terça, às 21h30

– Início da temporada: 10/04/2012

– Fim da temporada: 02/10/2012

– Fotos disponíveis

– Episódio inédito

Sinopse: Depois de um ano de férias, o chef de cozinha mais irreverente da TV brasileira está de volta ao Canal Brasil. Paulo Tiefenthaler é Paulo Oliveira – o apresentador da terceira temporada do programa “Larica Total”. Da cozinha de sua casa, no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, o solteirão descolado inventa receitas simples e baratas criadas a partir do que estiver disponível na geladeira.

Com direção de Caíto Mainier, Felipe Abrahão e Leandro Ramos, a atração conta com a espontaneidade e o bom humor de Paulo Oliveira. Sem medo de improvisar e de misturar vários ingredientes, Paulo promete não deixar ninguém com fome com receitas muito originais como: “Churros de Aipim”, “Tortilha de Batata Blade Runner”, “Ovo de Páscoa Natalino”, “Sardinha na Pressão”, entre outras.

Neste episódio: Paulo tira 48 horas de férias e decide viajar pela empresa de aviação mais barata do mercado. Pra não morrer de fome no percurso, ele aprende a fazer a misteriosa barrinha de cereal caseira.

MUSAS

– Episódio: “Maria Lúcia Dahl”

– Horário: Terça, à 0h

– Início da temporada: 12/06/2012

– Final da temporada: 04/12/2012

– Temporada inédita

Sinopse: Objetos de desejo de muitos homens em suas respectivas épocas, algumas mulheres atraíram os olhares do grande público e foram alçadas ao status de musas do país. A cada programa, as musas contam o que aprenderam com a experiência da fama e como lidam com a volta ao anonimato.

Neste episódio: Maria Lúcia Dahl foi considerada uma “musa intelectual”. Estudante de filosofia, ela largou o curso para ingressar no mundo da interpretação. O episódio destaca os principais momentos dessa carreira de sucesso.

QUARTA-FEIRA, 20 DE JUNHO

 

A GRANDE IDEIA BRASIL

– Semana 7

– Horário: Quarta, às 20h15

– Início da temporada: 09/05/2012

– Final da temporada: 22/08/2012

– Inédito e exclusivo

Sinopse: A atração foi inspirada no concurso “A Grande Ideia”, que é um desdobramento de dois outros concursos realizados internacionalmente. Um foi o “Big Idea”, que contou com a participação de sete designers de renome internacional e diretores cujos filmes demonstravam novas formas de criar e executar ideias tendo como matéria-prima os recursos da Getty Images (http://www.gettyimages.com.br/).

Neste episódio: “O inconsciente coletivo”, “A maravilhosa máquina de reescrever”, “Ordem e progresso” e “Newton não sabe nada” são os vídeos exibidos no sétimo episódio da temporada.

 

O PAPEL DA VIDA

– Episódio: “Rodrigo Santoro”

– Horário: Quarta, às 21h

– Início da temporada: 25/04/2012

– Final da temporada: 18/07/2012

– Fotos disponíveis

– Episódio inédito

Sinopse: A série marca a estreia da apresentadora Marina Person na programação do canal. Os convidados revelam detalhes sobre o papel mais importante já desempenhado por eles, com ênfase no que o torna tão importante e especial, além de questionar como sua vida mudou após a realização do trabalho. Produzida e dirigida por Gustavo Rosa de Moura, a atração conta com 13 episódios.

Neste episódio: Lançado em 2012 e dirigido por José Henrique Fonseca, “Heleno” reconstitui o apogeu e queda de Heleno de Freitas, um jogador de futebol de personalidade excêntrica e explosiva interpretado por Rodrigo Santoro.

 

SANGUE LATINO

– Episódio: João Ubaldo Ribeiro

– Horário: Quarta, às 21h30

– Início da temporada: 20/06/2012

– Final da temporada: 12/12/2012

– Nova temporada

– Fotos disponíveis

Sinopse: Em 2012, o Canal Brasil mantém o olhar focado sobre os mais diferenciados pensadores latino-americanos. Em sua terceira temporada, a série ancorada por Eric Nepomuceno e dirigida pelo filho do apresentador, Felipe Nepomuceno, passa a ser um programa fixo na grade. O bom trânsito entre o anfitrião – que, durante a década de 1960, destacou-se como correspondente internacional – e a cultura do continente enriquece as discussões abordadas.

 

Após um passeio por Argentina e Uruguai em 2010 e uma visita ao México em 2011, a atração desembarca em Cuba. A ilha e o Brasil são os pontos de partida para debates sobre línguas, profissões, sotaques e visões de mundo, sempre de acordo com cada personalidade entrevistada. A lista de convidados reflete essa diversidade: a cantora Omara Portuondo; os escritores Leonardo Padura e Pedro Juan Gutiérrez; o ator Jorge Perugorría; e os rappers Los Aldeanos se unem ao grupo de rock nacional Paralamas do Sucesso; os cineastas Cacá Diegues e Eduardo Coutinho; a cantora Adriana Calcanhotto; e o artista plástico Cildo Meireles.

 

Neste ano, o assinante confere, ainda, outras novidades: o renomado diretor Walter Carvalho passa a cuidar da fotografia, enquanto a trilha sonora fica a cargo do violonista e compositor Yamandu Costa – que inclui nos episódios temas inéditos de sua autoria – e a produção torna-se responsabilidade da TV Zero.

 

Neste episódio: Na estreia da terceira temporada do programa, Eric Nepomuceno recebe o jornalista e escritor João Ubaldo Ribeiro. A crença no destino, a existência de Deus e as incertezas da vida e da morte são temas da conversa.

PRELIMINARES

– Episódio: “Horas fatais – cabeças trocadas”

– Horário: Quarta, à 0h15

– Início da temporada: 13/06/2012

– Final da temporada: 05/12/2012

– Temporada inédita

– Fotos disponíveis

Sinopse: Humor e erotismo são os principais ingredientes da série dirigida e produzida por André Barcinski.

Neste episódio: Para começar a noite, Madame Rogéria traz o strip-tease da gata Carminha, além de responder às cartas dos telespectadores. Já o crítico Tonhão Borracha analisa o filme “Horas fatais – cabeças trocadas”, de 1987.

 

QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO

 

MATEUS, O BALCONISTA

– Episódio: “Making of”

– Horário: Quinta, às 20h15

– Episódio inédito

– Fotos disponíveis

Sinopse: Assinada por Cavi Borges e Pedro Miranda, a série foi criada em 2008. Com um baixo orçamento de produção, a solução encontrada foi gravar utilizando um único cenário: a locadora de filmes Cavídeo – fundada por Cavi e point dos cinéfilos cariocas. Os episódios giram em torno das situações inusitadas vividas por Mateus (Mateus Solano), jovem funcionário do local. Fascinado por Quentin Tarantino, o rapaz segue os passos do cineasta americano – que também trabalhou como balconista – e sonha ser diretor.

Neste episódio: Os diretores da série Cavi Borges e Pedro Monteiro apresentam um making of das filmagens, destacando os desafios e peculiaridades das gravações, além do dia a dia inusitado de uma locadora.

 

EVIDENTE

– Episódio 12

– Horário: Quinta, às 21h

– Início da temporada: 05/04/2012

– Fim da temporada: 28/06/2012

– Fotos disponíveis

– Episódio inédito

Sinopse: Abrindo espaço para artistas desvinculados de gravadoras e de diversos gêneros musicais, a atração conta com 13 episódios que abordam o tema em âmbito nacional e apresenta bandas de norte a sul do país, através de seus videoclipes originais. Durante a exibição, são inseridos pequenos textos contendo histórias, curiosidades e dados sobre a trajetória profissional dos intérpretes, além de detalhes da produção do clipe.

Neste episódio: Dando ênfase à cena musical independente, o episódio apresenta as duplas Sunset e Mixtape, as bandas O Terno, Crocodilla e O Lendário Chucrobillyman, além das já conhecidas Mundo Livre S/A e Móveis Coloniais de Acaju.

 

ZOOMBIDO

– Episódio: “Moska e Dani Black”

– Horário: Quinta, às 21h30

– Início da temporada: 31/05/2012

– Final da temporada: 22/11/2012

– Temporada inédita

– Fotos disponíveis

Sinopse: Comandada por Paulinho Moska, a atração desvenda os caminhos da inspiração e o processo de criação sonora de diversas personalidades da música brasileira. Os entrevistados revelam como conceberam as letras e melodias de sucesso, além de dividirem o palco com o anfitrião em apresentações exclusivas. O cineasta uruguaio Pablo Casacuberta segue assinando a direção da série.

Neste episódio: Dani Black é a convidada da semana. Após o bate-papo com Paulinho Moska, ela interpreta as faixas “Pega de jeito” e “Linha tênue”, além de fazer um dueto com o anfitrião em “Juntos outra vez”.

RITA CADILLAC – A LADY DO POVO

– Horário: Quinta, às 22h

Rita Cadillac – A Lady do Povo (2010) (77’) – Autora da famosa frase “Quero ser enterrada de bruços”, ela é rainha dos caminhoneiros, musa dos garimpeiros e madrinha dos presidiários. O documentário apresenta os momentos mais importantes da vida e da carreira da vedete, a partir de depoimentos e imagens inéditas, resgatando um rico material de arquivo. Sob a direção de Toni Venturi, o filme contrapõe a imagem midiática do símbolo sexual brasileiro com o lado caseiro e cotidiano, propondo uma reflexão sobre a linha que separa o personagem e a pessoa, a celebridade e a mulher falível. Bonita e dona de um corpo de fazer inveja, Rita se diz consciente de seu tempo e espaço.

 

Logo na primeira cena, ela aparece ajudando a preparar o almoço em sua residência. Naquele contexto, não desponta como a personalidade erótica popularizada desde os tempos do Cassino do Chacrinha, e sim como Rita de Cássia, dona de casa pacata que cozinha, cuida da família, passeia com os cachorros vestindo moletom e conversa com os feirantes.

 

A produção revela a trajetória de uma figura feminina que se adaptou às circunstâncias de cada época: trabalhou como garota de programa para sustentar o filho, ganhou dinheiro através de shows, enveredou pelo cinema sensual e, posteriormente, pelo pornográfico. É a própria Rita quem narra sua história, desde a separação da mãe logo nos primeiros anos; chegando à infância com a avó que abrigava foragidos políticos durante a ditadura militar; o sofrimento no colégio interno; o casamento infeliz com um homem, mais tarde revelando ser um criminoso; a prostituição motivada por necessidades financeiras; a construção da imagem como chacrete; o desenvolvimento da carreira solo; e o desejo de inserção numa estrutura familiar a partir de um novo matrimônio.

 

Toni Venturi contou com diversos relatos para pontuar as fases relatadas por sua entrevistada – de celebridades como o cineasta Hector Babenco e o médico Dráuzio Varella a pessoas de seu relacionamento próximo, como o filho Carlos e sua empresária Lourdinha.

 

O longa relembra ainda os trabalhos na sétima arte: sua primeira atuação foi em “Asa branca – um sonho brasileiro” (1981), de Djalma Limongi Batista. No ano seguinte, participou da trama “Aluga-se moças”, do diretor Deni Cavalcanti, ao lado de Gretchen, Tânia Gomide, Índia Amazonense e Lia Hollywood. No sucesso de bilheteria “Carandiru” (2003), assinado por Hector Babenco, representou momentos vividos anteriormente na prisão real, quando protagonizava campanhas pelo uso da camisinha.

 

VAMPIRO CARIOCA

– Episódio: “Vínculo trepatício”

– Horário: Quarta, à 0h15

– Início da temporada: 14/06/2012

– Final da temporada: 06/12/2012

– Temporada inédita

– Fotos disponíveis

Sinopse: Sob a direção de Marcelo Santiago, a série produzida por Daniel Tendler e escrita por Henrique Tavares, em parceria com o protagonista Fausto Fawcett, chega à sua terceira temporada.

Neste episódio: Vlak possui o controle geral das vendas de pó-de-vampiro da cidade, mas não é o suficiente. No segundo episódio da temporada, o vampiro se rebela contra a Limbo Corporation, empresa que regula o mercado das drogas.

 

SEXTA-FEIRA, 22 DE JUNHO

 

O SOM DO VINIL

– Episódio: “Quatro grandes do samba – Elton Medeiros, Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Candeia”

– Horário: Sexta, às 21h30

– Início da temporada: 18/05/2012

– Final da temporada: 09/11/2012

– Episódio inédito

– Fotos disponíveis

Sinopse: Charles Gavin, ex-baterista do Titãs, revela os bastidores de álbuns que se tornaram clássicos da música popular brasileira. Este ano, a atração foi toda gravada em HD e ganhou produção da Samba Filmes, com direção de Gabriela Gastal, Darcy Burger e do próprio anfitrião.

Neste episódio: Em 1977, Elton Medeiros, Nelson Cavaquinho, Guilherme de Brito e Candeia se reuniram para gravar um LP juntos. O episódio da semana apresenta as histórias do disco “Quatro grandes do samba”.

 

SESSÃO INTERATIVA

– Horário: Sexta, às 22h

Sinopse: Simone Zuccolotto oferece um atraente cardápio de filmes dirigidos por David Neves: “Lúcia McCartney, uma garota de programa” (1971), “Muito prazer” (1979) e “Fulaninha” (1986).

 

O ESTRANHO MUNDO DE ZÉ DO CAIXÃO

– Episódio: “Zé do Caixão e
Maria Paula”

– Início da temporada: 20/04/2012

– Final da temporada: 12/10/2012

– Episódio inédito

– Fotos disponíveis

– Horário: Sexta, à 0h

Sinopse: O cenário da quinta temporada de “O Estranho Mundo de Zé do Caixão” mudou, mas continua de arrepiar: paredes vermelhas, muitas caveiras empilhadas e castiçais. O cineasta José Mojica Marins, o “Mestre do Terror”, comanda um talk show inusitado que revela o lado negro dos entrevistados. O inseparável assistente de palco Capetinha – um anão fantasiado de diabo – também faz perguntas aos convidados e lê os e-mails do “Infernet”, o correio eletrônico com mensagens e dúvidas do público.

Neste episódio: A atriz Maria Paula fala sobre a infância em um colégio exclusivo para meninas, a adolescência “punk” e rebelde, além da recente experiência com a maçonaria, reforçando sua constante busca pela espiritualidade.

 

SÁBADO, 23 DE JUNHO

 

ESQUINAS

– Episódio: “Pompoarismo” e “Limousine Party”

– Horário: Sábado, às 20h

– Início da temporada: 12/05/2012

– Final da temporada: 04/08/2012

– Episódio inédito

Sinopse: Livremente inspirada na seção “Esquina” da revista “piauí”, o programa se propõe a contar histórias diferentes ou buscar ângulos inéditos de histórias já conhecidas. De forma documental, registra personagens e eventos peculiares, longe dos clichês, com o tempero descontraído e ligeiramente irônico presente na revista. A direção da atração é dividida entre Jaiê Saavedra, José de Aguiar, Julio Bezerra e Marina Pessanha, da Firula Filmes.

Neste episódio: Seguindo a linha do jornalismo irreverente e de observação, Esquinas apresenta a cobertura do primeiro curso de pompoarismo do Brasil, além de acompanhar uma festa para crianças, realizada dentro de uma limousine.

 

É TUDO VERDADE

– Horário: Sábado, às 21h

– Inédito e exclusivo

Sinopse: Com apresentação e curadoria do crítico de cinema Amir Labaki, a faixa reserva ao assinante uma cuidadosa seleção com os mais relevantes documentários já produzidos no país.

 

O filme:

A era dos campeões (2011) (80’) – Dirigido por Cesario Mello Franco e Marcos Bernstein, o longa narra a trajetória de pilotos brasileiros na época em que o país esteve constantemente presente em pódios da Fórmula 1, entre 1972 e 1991. A Era dos Campeões apresenta depoimentos dos protagonistas dessa fase brilhante: Emerson Fittipaldi, Nelson Piquet e Ayrton Senna, além de amigos e profissionais da modalidade.

 

Notoriamente reconhecido pelo futebol, o Brasil surpreendeu e encantou os cinco continentes ao produzir, em duas décadas, três dos maiores vencedores da Fórmula 1 de todos os tempos, trazendo para casa oito títulos mundiais na categoria mais importante do esporte a motor. Emerson, um dos precursores do ótimo momento do automobilismo nacional, conquistou o troféu em 1972 e 1974; Piquet levantou a taça em 1981, 1983 e 1987; e Senna foi o melhor em 1988, 1990 e 1991. O documentário, no entanto, não mostra apenas os que alcançaram essa glória, mas também vai em busca dos que não chegaram faturar nenhum campeonato.

 

Celso Itiberê e Cláudio Carsughi costuram os relatos. Os comentaristas analisam o sonho de correr na Europa, que sempre permeou a mente de jovens pilotos; o conflito entre Nelson e Ayrton; a impaciência deste quando um retardatário atrapalhava a sua ultrapassagem; e a pressão enfrentada por Rubens Barrichello.

Os corredores Roberto Pupo Moreno, Wilson Fittipaldi Jr. (irmão de Emerson e pai de Christian), Ingo Hoffmann, Alex Dias Ribeiro, Chico Serra, Maurício Gugelmin, dentre outros, descrevem experiências vividas com o trio nas pistas. Moreno, por exemplo, conta como conheceu Nelson na oficina Camber, em Brasília, onde este trabalhava como mecânico de motocicletas; e Gugelmin relembra momentos ao lado de Senna e no dia a dia.

 

DOMINGO, 24 DE JUNHO

 

TIRANDO DO BAÚ

– Episódio: “A Dama do Cine Shanghai”

– Horário: Domingo, às 20h30

Sinopse: “A Dama do Cine Shanghai”, de Guilherme de Almeida Prado, marcou a produção nacional dos anos 1980 com diversas referências ao “filme noir” americano. O diretor e os membros da equipe técnica analisam o longa-metragem.

 

FAIXA MUSICAL

– Horário: Domingo, às 21h

– Fotos disponíveis

Sinopse: Grandes nomes da MPB embalam a programação com apresentações exclusivas. Antes do show, a cantora Roberta Sá revela ao público detalhes do espetáculo.

 

Zélia Duncan – Pelo Sabor do Gesto (2011) (84’) – Zélia Duncan retorna a Niterói, sua cidade natal, para comemorar 30 anos de carreira em um show especial. Registrado pelas lentes dos consagrados videografistas Hugo Prata e Ike Veit, o espetáculo – coproduzido por Biscoito Fino e Canal Brasil – é dirigido pela atriz Ana Beatriz Nogueira.

 

Em “Pelo Sabor do Gesto”, a artista interpreta majoritariamente faixas de seu álbum homônimo. Canções do último trabalho – como Aberto, “Se um Dia Me Quiseres”, “Telhado de Paris” e “Pelo Sabor do Gesto” – mostram uma cantora focada no presente e, principalmente, no romantismo, evidenciado no hit Tudo sobre Você. Grandes sucessos, como Intimidade e Catedral, também são revisitados e entoados em coro pelo público que lotou o Teatro Municipal de Niterói.

 

Zélia não deixa suas referências de lado e presta homenagem a mestres da música nacional em releituras de “Cedotardar”, de Tom Zé; “Por Isso Eu Corro Demais” e “I Love You”, de Roberto Carlos; e “Os Dentes Brancos do Mundo”, de Marcos e Paulo Sérgio Valle, regravada em seu disco mais recente.

 

Na abertura, ela conta com a participação do casal John Ulhoa e Fernanda Takai em “Boas Razões” – versão da francesa “De Bonnes Raisons”. Christiaan Oyens, parceiro de longa data, leva o som de seu violão havaiano para “O Tom do Amor”, cantada ao lado de Moska em uma interpretação clown. Marcelo Jeneci, revelação da MPB, completa o time de convidados em “Borboletas”.

 

CONE SUL

– Horário: Domingo, às 22h30

Sinopse: O Canal Brasil abre as portas para os filmes realizados pelos nossos “hermanos” sul-americanos. Antes da sessão, o ator franco-argentino Jean Pierre Noher informa curiosidades das produções e da carreira dos diretores.

 

O filme: Sofía (2010) (81’) – Prestes a completar o centésimo aniversário, a argentina Sofía Yussen apresenta seu dia a dia no documentário dirigido por Hernán Belón. A matriarca da família tem a rotina observada quando começam os preparativos para as comemorações do centenário.

 

Em plena lucidez, reúne-se frequentemente com amigas e parentes. A partir desses encontros, o passado é relembrado e ilustrado por fotografias e vídeos de arquivo pessoal, além dos depoimentos emocionados da protagonista. Em certo momento, na fila para o atendimento de mais um exame médico rotineiro, declara que se sente como uma jovem de 25 anos, apesar de estar perto de concluir um século de vida. A trajetória de Sofía confunde-se com a história da Argentina. Sem abrir mão do otimismo peculiar, ela recorda fatos marcantes como a morte do pai em decorrência do terremoto em San Juan; o desaparecimento do filho durante a ditadura militar; e o período em que foi forçada ao exílio no Brasil, no fim da década de 1960.

 

Dois meses após o início das filmagens, quando estava tudo pronto para a grande festa, Sofía sofreu um acidente e fraturou a bacia, deixando todos preocupados e desesperançosos em relação ao futuro. A senhora, no entanto, não esconde o sorriso pelos anos vividos e a vontade de continuar saudável e ativa.

 

BIPOLAR

– Episódio 9

– Horário: Domingo, à 1h

Sinopse: A série é um drama psicológico policial que investiga os diferentes pólos das pessoas: os conceitos, as verdades e as mentiras absolutas de cada um.

Neste episódio: Ainda tentando desvendar uma série de assassinatos, Carlão, Diana e Latrina terão que investigar um sequestro misterioso.

 

VER E SER VISTO

– Episódio 4

– Horário: Domingo, às 2h

Sinopse: O episódio relata o universo homossexual feminino. O repertório é vasto: há a lésbica reprimida, a romântica, a oportunista, a criminosa e a possessiva, dentre outras tantas possíveis classificações.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Advertisement